segunda-feira, 6 de abril de 2009

"A ARMADILHA DA GLOBALIZAÇÃO"

Foto retirada da Internet

Reunida em Londres a Cúpula Financeira de G20, chegam-nos notícias de satisfação por parte da ONU, FMI, EUA, Índia, França e outros países os quais saudaram a decisão de aumento de fundos para o Banco Mundial e o FMI. O secretário-geral da ONU, Sul coreano Ban Ki-moon, saudou o consenso dos líderes do G20 sobre o pacote de solução da crise financeira de 1,1 triliões de dólares, enfatizando que a concretização da assistência aos países pobres é mais importante.
Haverá, assim, alguma luz ao fundo do túnel?
Ora, salvo melhor opinião, a crise de que tanto se fala não é de hoje, apesar de hoje se sentirem, de forma mais acentuada os seus efeitos negativos nas economias mundiais.
Com efeito, as economias familiares já vêm sentindo os efeitos desta crise (económica, financeira e social) há vários anos e daí, os movimentos de rejeição social daquilo a que se convencionou chamar de Globalização.
A este respeito, partilho convosco uma passagem de uma obra editada pela 1ª vez em 1996, da autoria de Hans-Peter Martin e Harald Schumann, " Armadilha da Globalização".
" (...) O modelo de civilização outrora inventado na Europa demonstrou sem dúvida ser de um dinamismo e de uma eficácia sem concorrência. Mas não é capaz de modelar o futuro. A melhoria sensível do nível de vida que a alta da produção industrial haveria de proporcionar a todos nos países subdesenvolvidos tinha sido anunciada aos pobres do mundo pelo presidente Harry Truman, em 1949. Porém, de facto, não teve lugar.
E é justamente agora - quando milhões de pessoas unidas pelo mundo das imagens procuram, de Bogotá a Iakutsk, atingir o modelo ocidental - que os vendedores dessa promessa de desenvolvimento rescindem 0 contrato. Mesmo nos seus próprios países, nos Estados Unidos e na Europa, são incapazes de manter a sua promessa e não conseguem travar uma diferenciação social que não cessa de aumentar. Nestas condições, quem se preocupa ainda com a conciliação do crescimento e do ambiente ou com a repartição das riquezas de forma equitativa no Terceiro Mundo?
O dogma autoritário do crescimento surge cada vez mais como uma arma de uma época já passada: fazia parte do arsenal da guerra fria. Segundo esta lógica, hoje parece só servir para peça de museu.(...)"

7 Comentários:

Blogger Isamar disse...

Infelizmente os efeitos da tão propalada globalização estão à vista. As assimetrias sociais são cada vez mais profundas, os países pobres estão cada vez mais pobres e a guerra continua.
Quanto à Cimeira dos G20 vou esperar para ver mas estou muito céptica.

Beijinhos

Bem-hajas!

6 de abril de 2009 às 09:35  
Blogger Agulheta disse...

Olá Amiga.cada vez mais se apregoa a globalização,as disparidades entre os povos mais se acentua,e já não é de agora como falas,ainda à dias andei aqui a ler uns jornais de 1991 e já a dita crise era uma constante,o problema é que andamos enganados à muitos anos,mas continuo a dizer que mal está para quem nada tem,os pequenos e agora os médios,bom está para os senhores?? agora vamos ver como será.
Beijinho fica bem

Lisa

6 de abril de 2009 às 15:37  
Blogger Meg disse...

Maria Faia,

Completamente de acordo com o texto de Hans-Peter Martin e Harald Schumann,em "Armadilha da Globalização".
Quanto à Cimeiro dos G20, continuo céptica, espero para ver... mas com pouca esperança.

Um beijo

6 de abril de 2009 às 17:01  
Blogger O Guardião disse...

A globalização já teve consequências, e pelo andar da carruagem, o rumo que não nos é confessado, mas que se desenha com alguma nitidez, é o nivelamento por baixo com a importação dos modelos mais favoráveis ao maximizar dos lucros, nem que isso signifique a destruição de direitos e de liberdades dos povos. Pode ser que o tentem implementar, e até pode durar algum tempo, mas está condenado ao fracasso.
Cumps

6 de abril de 2009 às 22:31  
Blogger aramis disse...

Minha querida amiga,
espero muito que esta cimeira seja a tal "luzinha no fundo do tunel..."!!!

Excelente este teu artigo, como sempre, bem pertinente!
Beijinhos muitos,

7 de abril de 2009 às 02:16  
Blogger Mário Margaride disse...

Querida amiga

Quanto a esse post, não te preocupes. Não tem mal. Acontece.

Quanto ao teu texto: a globalização, se por um lado, poderá ter trazido eventualmente algumas vantagens, por outro, foi um desastre completo. Mas nada há a fazer em relação a essa realidade. Quem manda pode, e resta-nos pelo menos, denunciar as injustiças que essa globalização trouxe a muitos milhões de pessoas.

Convido-te a visitares este meu novo espaço, que partilho com uma amiga muito querida, Rosanaazul.

É um espaço onde publicaremos nossas parcerias em duetos.
Aqui fica o endereço
http://amordealemmar.blogspot.com/

Beijinhos

Mário

8 de abril de 2009 às 02:11  
Blogger gaivota disse...

infelizmente é assim, a globalização e os seus efeitos...
as divergências sociais ainda mais acentuadas, as dificuldades cada vez mais difíceis de se contornarem...
o G20, esperemos para ver, como diz o cego...
beijinhos

8 de abril de 2009 às 10:03  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial