sábado, 27 de outubro de 2007

E A HORA MUDA DE NOVO...

Pode não parecer muito, mas 60 minutos fazem grande diferença.
A mudança legal da hora - a que 1.6 mil milhões de pessoas, entre as quais dez milhões de portugueses, são sujeitas duas vezes por ano - pode ter efeitos nefastos na saúde a longo prazo. Tudo porque o relógio biológico não se acerta tão facilmente como os ponteiros dos outros relógios, aqueles que vamos atrasar 60 minutos na madrugada do próximo domingo. Um novo estudo, publicado na edição on-line da revista científica Current Biology, conclui que o nosso organismo não se adapta facilmente à alteração da hora legal e questiona se esse desfasamento nos ritmos naturais de acordar e adormecer não terá consequências a longo prazo. O ser humano vem equipado com um mecanismo que marca os ritmos de vigília e sono (ciclo circadiano, com a duração aproximada de 24 horas) em função da luz solar.
Esse relógio, localizado no hipotálamo (cérebro), é tão exacto que não se deixa baralhar por fronteiras ou horários legalmente estabelecidos e consegue ajustar o comportamento humano ao aumento da escuridão do Oriente para Ocidente, explica Till Roenneberg, da Universidade Ludwig-Maximilian em Munique, Alemanha. Como o dito relógio interno é comandado pela luz e não pelas leis dos homens, o atraso ou adiantamento de uma hora não é uma adaptação fácil. É verdade que são apenas 60 minutos, mas provocam uma desregulação, repentina e artificial, nos nossos ritmos vitais que se repercute nas semanas seguintes à mudança legal da hora. Exemplificando, "é como se toda a população da Alemanha fosse transportada para Marrocos na Primavera e voltasse outra vez no Outono", diz Till Roenneberg. Para demonstrar estes efeitos, os autores do estudo analisaram os padrões de sono e actividade de 50 pessoas ao longo de dois meses após as alterações de horários, tanto na Primavera como no Outono. Estes dados foram cruzados com um vasto estudo aos hábitos de sono de 55 mil europeus, cujos resultados demonstram que a função de dormir segue naturalmente a progressão do amanhecer e não se compadece com mudanças forçadas. Embora tenham verificado que, de forma geral, os ritmos circadianos não se ajustam à hora legal, os investigadores concluíram que a mudança da Primavera revela-se de mais difícil adaptação do que a de Outono. "Isto é especialmente óbvio nos que se deitam tarde na Primavera. Essencialmente, o seu tempo biológico permanece dentro do padrão do tempo de Inverno, enquanto têm de ajustar as suas agendas sociais ao avanço da hora durante todo o Verão", sublinha Till Roenneberg.
Fonte: Jornal de Notícias
Data: 25-10-2007
Autor: Helena Norte
tema: Sociedade:

9 Comentários:

Blogger Meg disse...

Curiosamente, Maria Faia, o meu relógio é que parece estar certo, porque antes de a hora mudar já começo a adormecer mais tarde e a acordar também mais tarde. Com a mudança da hora, fica tudo mais compatível com os horários comvencionados.
E duvido que a alteração da hora tenha em conta a nossa saúde e bem estar. Tenho a certeza mesmo que é ditada por "outros interesses"~.

Beijinhos

27 de outubro de 2007 às 14:19  
Anonymous aramis disse...

Minha querida Amiga,
Realmente Deus criou-nos muito completos...

Sentimos muito a sua ausencia ontem na Tertulia! Acredite que foi extremamente interessante e positivo.

Um grande beijo e desejo de bom fim de semana, com tudo o que lhe apeteçer...

27 de outubro de 2007 às 15:51  
Blogger aramis disse...

Querida Amiga, passe pelo Aramis-Cavalgada pois tem lá uma "prendinha" para si.

27 de outubro de 2007 às 17:09  
Blogger papagueno disse...

O meu relógio, pelo menos até agora tem-se regulado sem grandes dificuldades e até sabe bem ter mais uma horinha de sono.
beijos

27 de outubro de 2007 às 20:36  
Blogger avelaneiraflorida disse...

Querida Maria Faia,

AINDA BEM QUE MUDA!!!
porque eu não me adapto à hora de verão!!!
O meu corpo pede este ritmo de inverno!!!! Só agora me volto a reencontrar!!!!
O resto do ano ando perdida!!!!
BJKs

27 de outubro de 2007 às 22:39  
Blogger Jose Gonçalves disse...

Não sou defensor da mudança da hora.
Mais por comodismo que por outra coisa.
Mas já que tem de ser.... vamos a isso...
Um grande abraço
José Gonçalves

27 de outubro de 2007 às 23:29  
Blogger Vladimir disse...

Qual é a sua opinião sobre a desconfiança?

28 de outubro de 2007 às 00:14  
Blogger Freyja disse...

uiii aca tambien hay hora de invierno y hora de verano
en estos momentos tenemos adelantados el reloj en una hora y vaya que cuesta acostumbrarse a todo
pero al final nos adaptamos a todo
te dejo todo mi cariño amiga y mil gracias por tus lindos saludos
que mañana sea un hermoso domingo y tu estes muy bien
un abrazo enorme y cuidate
besitos


besos y sueños

28 de outubro de 2007 às 02:04  
Blogger Sophiamar disse...

Minha Amiga!

Leio sempre com muito interesse os teus posts. Da tua autoria ou não são sempre muito bem seleccionados. Esta horita a mais pode trazer transtornos mas , hoje, que tenho tanto trabalho, vai saber-me bem. Assim o penso. Oxalá não adormeça mais cedo.
Beijinhos
Tem um bom domingo!

28 de outubro de 2007 às 07:55  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial