quarta-feira, 3 de outubro de 2007

NÃO À PENA DE MORTE.

O Mundo decide.
Em Outubro de 2007, durante o 62º periodo de sessões da Assembleia Geral da ONU, vai ser apresentada uma resolução a favor da suspensão mundial das execuções como passo previo à abolição da pena de morte. Espera-se que esta resolução conte com o apoio de países de todas as regiões do mundo.
O apoio da Assembleia Geral da ONU a uma suspensão mundial das execuções pressupõe um salto notável para atingir o objetivo de um mundo sem pena de morte.
Por isso, em colaboração com a Confederação Mundial contra a Pena de Morte e outras organizações não governamentais, a Amnistia Internacional vai promover, nas próximas semanas, apoios a esta resolução, no 62º período de sessões da Assembleia Geral em Nova York.
A Confederação Mundial contra a Pena de morte destacará especialmente esta iniciativa durante o Dia Mundial contra a Pena de Morte, que se celebrará a 10 de Outubro, com o lema:
"Não à pena de morte: O mundo decide".
Actua! Envia uma mensagem em teu nome aos Estados membros da Assembleia Geral das Nações Unidas.

10 Comentários:

Blogger O Guardião disse...

Já tinha recebido por mail este link e já lá fui. Nunca é demais recordar que a pena de morte ainda não foi abolida em todos os países do mundo.
Cumps

3 de outubro de 2007 às 09:46  
Blogger o moço da bodega™ disse...

Será que finalmente o homem irá tratar o homem de forma racional?
Assim espero.
Beijos

3 de outubro de 2007 às 15:03  
Blogger Maria Clarinda disse...

E já está feito!!!!!

3 de outubro de 2007 às 16:25  
Anonymous aramis disse...

Olá maria faia,

É um bom começo, vamos ver o resultado!
"Ninguem tem o direito de tirar a vida a ninguem!".

Já fui ao link, obrigada pela sua informação sempre tão actual.
Blogs como este valem a pena!!!
Beijos com saudades suas.

3 de outubro de 2007 às 16:40  
Blogger Izelda Regina disse...

Olá, Maria!
Parabéns pelo post, um assunto realmente relevante. A pena de morte é irracional e deve ser abolida do mundo. Esperamos que seja.

Grande abraço, amiga.

3 de outubro de 2007 às 19:34  
Blogger avelaneiraflorida disse...

Amiga Maria Faia,

Que vergonha para a HUMANIDADE!!!
EM 2007 quase 2008 ...ainda se luta por algo que deveria NUNCA ter existido!!!!

Que pobres de espírito, somos nós, seres humanos!!!!

Bjks

3 de outubro de 2007 às 22:40  
Blogger Sophiamar disse...

É bom que todos os países acabem definitivamente com esse atentado contra a vida humana. Portugal foi um dos primeiros países do mundo a aboli-la.

Beijinhos

3 de outubro de 2007 às 23:38  
Blogger Freyja disse...

no a la pena de muerte, el derecho a vivir lo tienen todos, aunque allan personas que su conducta no es buena, pero ahi la ley del hombre a creado las carceles y las condenas perpetuas para que paguen por su mal comportamiento, pero no la pena de muerte
gracias por tus bellos saludos en Fragmentos y tu compañia
disculpa si no te habia contestado antes, pero no he estado muy bien
te dejo muchos cariños y deseo de todo corazon que estes bien amiga
recuerda mucho animo
que mañana sea un lindo dia
besitos


besos y sueños

4 de outubro de 2007 às 02:45  
Blogger Kalinka disse...

Pena de Morte - tomara que seja abolida em todos os países do Mundo.

Hoje vim mesmo e vi tudo para trás...
Obrigado pela tua presença no kalinka.
Não sei se leste, continuo com o alfabeto, mas a letra F teve que ser feita por 2 x, e um segredo só para nós: não terminei com as palavras todas que encontrei na minha memória, será que fica mal fazer uma 3ª parte?
Por vezes penso que estou a cansar quem me visita e lê...

Beijokitas.
Um óptimo fim de semana prolongado.

4 de outubro de 2007 às 09:00  
Blogger mãe global disse...

Maria,
Um assunto importantíssimo em pauta no teu blog. Estou contigo, não concordo com a pena de morte. Quem sabe chegará o dia também em que os presídios serão um local de reforma e re-integração dos presos à sociedade, em vez de transformá-los para pior.
Um grande abraço,
Rosana

4 de outubro de 2007 às 20:50  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial