terça-feira, 2 de junho de 2009

AMIGO APRENDIZ

Quero ser o teu amigo.
Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.
Mas amar-te sem medida e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.
Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.
Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.
É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...
Autor: Fernando Pessoa

18 Comentários:

Blogger Bipede Implume disse...

Querida Maria Faia
Gosto tanto de Fernando Pessoa e não conheço este poema.Mas é um hino à amizade.
Da que nos torna mais fortes.
Beijinho de amizade.
Isabel

2 de junho de 2009 às 02:29  
Blogger Maria disse...

Amigo é assim, mesmo...
Belo poema de Pessoa, para cabar o dia (a noite) :)

Um abraço, Maria Faia

2 de junho de 2009 às 02:58  
Blogger Agulheta disse...

Maria Faia! Sempre de rara beleza as palavras de Pessoa,e ainda penso muitas vezes,como poderam deixar este homem da poesia e das letras,sem ser o melhor português...já nem sei nada?

Beijinho amigo da Lisa

2 de junho de 2009 às 16:43  
Blogger Zé Povinho disse...

A amizade é dos bens mais valiosos desta vida.
Abraço do Zé

2 de junho de 2009 às 22:29  
Blogger gaivota disse...

então, vizinha, fernando pessoa é sempre tão bom de se ler...
e com amizade te leio!
beijinhos

3 de junho de 2009 às 18:15  
Blogger São disse...

Amizade é a forma mais pura de amar.

Beijinhos, Amiga.

4 de junho de 2009 às 22:16  
Blogger Chris disse...

A amizade é o melhor do mundo...
bjs
Chris

5 de junho de 2009 às 18:37  
Blogger Avelaneira Florida disse...

Maria Faia,

e finalmente um tempinho para aqui passar e deixar um beijinho...amigo!!!!!

Claro!!!!!

5 de junho de 2009 às 23:13  
Blogger aramis disse...

Minha querida amiga,
Mesmo com o tempo contado, tento sempre passar na "tua casa"...
E fiz mesmo muito bem, pois adoro F.Pessoa e não conhecia mesmo este lindíssimo poema! Estamos sempre a aprender, é mesmo uma realidade...
Já o copiei para utilizar em algo que és capaz de vir a ver um destes dias....
Muitos beijinhos,

6 de junho de 2009 às 02:57  
Blogger Ana Patudos disse...

Olá passei pelo seu blogue pela primeira vez e gostei muito.Vou voltar de certeza.
bjo
Ana Patudos

7 de junho de 2009 às 11:50  
Blogger Meg disse...

Maria Faia,

Eu resumiria que ser amigo é caminhar ao lado, estar lá, na hora certa, sem reservas.
Deixo-te um beijo

8 de junho de 2009 às 15:55  
Blogger Maria Clarinda disse...

Adorei a partilha. Obrigada. Jhs

8 de junho de 2009 às 21:02  
Blogger rosa dourada/ondina azul disse...

Bela poesia de Fernando Pessoa!!!


Beijo, Amiga :)

8 de junho de 2009 às 22:31  
Blogger De Amor e de Terra disse...

Minha querida Maria, boa tarde.
É esta a AMIZADE,a verdadeira, com maiúsculas, mas é tão difícil de a conseguir a este nível... somos imperfeitos e esta, aqui descrita, é mais que perfeita.
Oxalá possamos senti-la assim!

Beijos

Maria Mamede

10 de junho de 2009 às 14:43  
Blogger poetaeusou . . . disse...

*
Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!
,
in-Fernando Pessoa
,
conchinhas amigas, deixo,
,
*

10 de junho de 2009 às 15:32  
Blogger SILÊNCIO CULPADO disse...

Maria Faia

É interessante como nós descobrimos poetas que já conhemos através das selecções feitas pelos nossos amigos que relevam poemas ou efeitos que nos passaram despercebidos.
É algo de muito enriquecedor.
Sou uma admiradora de Fernando Pessoa e passou-me ao lado este magnífico poema que agora saboreio com o calor da amizade.

Abraço

10 de junho de 2009 às 19:28  
Blogger Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar otimo feriado
bjs


aguardo sua visita :D

11 de junho de 2009 às 00:02  
Blogger elvira carvalho disse...

Gosto de Fernando Pessoa, e gosto deste poema.
A amizade é o que dá sentido à vida. é assim como uma forma mais nobre, e menos falsa que o Amor.
Um abraço e tudo de bom

11 de junho de 2009 às 09:23  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial