segunda-feira, 30 de abril de 2007

BARBÁRIE...

Civilização e Barbárie são conceitos antónimos, ou seja, com significados opostos e díspares consoante a era em que se situam. No mundo a que se usa apelidar de “moderno”, Civilização é uma palavra imbuída de qualidades, isto é, inclui os “bem-educados”, os que vivem em sociedade, em suma, os que se adequam a padrões e normas pré-estabelecidas. Em contraposição, Barbárie é o estado em que vivem os Bárbaros e este são todos os que vivem sem cultura, sem civilização, que são violentos ou cruéis. Todos nós que vivemos neste pretenso mundo moderno, que frequentemente ouvimos dizer, ou dizemos, que passámos do estado bárbaro ao estado civilizado, olhamos para o outro lado (parte do mesmo mundo) e assistimos, por vezes impávidos e serenos, a todo o tipo de barbáries desenvolvidas pelo homem do dito mundo moderno… Apesar de civilizados os Homens não se civilizaram… A imagem real com que hoje vos deixo é bem o exemplo da barbárie moderna, da actual falta de valores e padrões ético – culturais, da incompetência dos Estados políticos, pretensamente sociais… Que sociedades estamos todos nós a construir ou a permitir que outros construam?!... De Homens civilizados, de homens bárbaros ou de bestas?!... Já dizia Buffon “ O Homem é um ser racional, a besta um animal sem razão.”

24 Comentários:

Blogger Ludovicus Rex disse...

Infelizmente, apesar de civilizados os Homens não se civilizaram… Basta ver as atrocidades e as guerras que vão por este mundo fora...

Ainda acredito que Um Mundo Melhor é Possível!

Feliz Dia do Trabalhador, Kiss

1 de maio de 2007 às 00:38  
Blogger MariaFaia disse...

Também eu Ludovicus.
Felizmente ainda acredito mas, por vezes, quando vejo tanta atrocidade, chego a pensar que este mundo vai de mal a pior...

Feliz Dia do Trabalhador para ti também.
Beijo laborioso

1 de maio de 2007 às 00:49  
Blogger MGomes disse...

Cara, Maria Faia
É uma questão oportunamente colocada, essa da barbárie. Porque sem dúvida que estamos "todos" a contribuir, inconscientemente por vezes, um pouco para sociedades passíveis de existirem casos, como o que mostar no seu post, E tudo se resume de facto, à falta de valores como fácilmente podemos concluir. As Causas? Bem, essas, é esta correria.., esta luta desenfreada..., a ausência de tempo para a meditação e a compreensão das razões da vida.
Enquanto, hoje, houver homens a construir sociedades, que recorrem a guerras para resolver os seus problemas políticos, continuamos a ser todos, ainda definitivamente bárbaros...
Um Abraço

1 de maio de 2007 às 01:07  
Blogger Antonio Delgado disse...

É terrivel o nivel de violencia que vivemos em todos os sentidos. Sobre esta triste realidade o meu testamento esta escrito na postagem "guerra, violencia e imagem" no blog gentes e frentes.

E amanhã que é dia do trabalhador já pensaram naqueles que não tem trabalho e naqueles que tem quase tanto, de riqueza pessoal, como o pib de um pais como portugal.
beijos de trabalhador

1 de maio de 2007 às 01:12  
Blogger MariaFaia disse...

Pois é MGOMES,
Andamos tão preocupados e atarefados com os nossos afazeres pessoais e/ou profissionais que acabamos por não ter tempo para mais nada.
Que tal uma visitinha ao site da Amnistia Internacional e subscrevermos as petições de denúncia destas atrocidades?
Pelo menos já é algo... É que, normalmente estas petições são dirigidas aos grandes responsáveis políticos e, não raras vezes, têm salvo algumas vidas.
Vamos todos à Amnistia Internacional...

Beijo de Bom Dia do Trabalhador para si.

1 de maio de 2007 às 01:35  
Blogger MariaFaia disse...

Olá António,
É, de facto, terrível a violência.
Mas, para além da violência física já retratada pensemos também na violência psicológica.
Essa anda mais escondida mas existe.

Beijo trabalhador para ti também.

1 de maio de 2007 às 01:37  
Blogger Jose Gonçalves disse...

Mariafaia

A barbárie muitas vezes confunde-se com a civilização, porque o homem assim o quer.

A violência anda de braço dado muitas vezes connosco e nem a vemos.

É o dia a dia numa luta constante que nos faz andar sem olhar-mos para o que nos rodeia.


Violência verbal, psicológica e toda aquela que nos entra todos os dias pela casa dentro através dos órgãos de comunicação começam infelizmente a fazer parte do nosso quotidiano.

Este mundo precisa mesmo de uma reviravolta. Acredito que ainda a verei, pelo menos tento contribuir para isso.
Se todos der-mos um bocadinho, talvez lá cheguemos.

Bom 1º de Maio.

Beijinho

José Gonçalves

1 de maio de 2007 às 02:19  
Blogger MariaFaia disse...

É verdade meu Amigo José Gonçalves,
A grande questão é essa: "se todos dermos as mãos..."
O problema é que parece que há mais quem faça ou ignore a babárie do que quem luta contra ela.
Temos que intensificar a nossa luta pela PAZ.

Beijo de Bom Dia do Trabalhador para si

1 de maio de 2007 às 02:39  
Blogger papagueno disse...

Será que somos mesmo civilizados. Todos os dias os telejornais vêm provar que não. A imagem fala por si. Enquanto escrevo isto quantas pessoas no mundo estarão a ser agredidas, insultadas, torturadas ou assassinadas? Há racionalidade para isto?
Parabéns pelo tema e bom feriado.

1 de maio de 2007 às 07:41  
Blogger MariaFaia disse...

Olá Papagueno,
Eu diria mais: enquanto estamos tranquilos no nosso cantinho vâo-se cometendo por esse mundo fora, e até perto de nós, barbaridades de todo o tipo.
Penso que a maior parte da violência que é cometida pelo género humano advem das desigualdades sociais da frenética sociedade capitalista em que vivemos. Enquanto os Estados não privilegiarem o desenvolvimento humano e social este flagelo continuará a crescer.
Enquanto todos nós não fizermos também o nosso trabalho de promoção da Paz e da solidariedade contribuiremos passivamente para este estado de coisas.
Um Bom Dia do Trabalhador para si.

1 de maio de 2007 às 11:32  
Blogger Mário Margaride disse...

Olá Maria,

A Barbárie, tomou conta à muito de homem, tornando-o cada vez mais primitivo e insensível.

Há que inverter o rumo o masis depressa possível.

Bom feriado

Um beijinho

1 de maio de 2007 às 11:38  
Blogger A.S. disse...

Belissimo texto! Não só pela actualidade do tema, mas sobretudo pela oportunidade, onde cada dia que passa vai aumentando a intolerância e irracionalidade!

Um beijinho

1 de maio de 2007 às 16:11  
Blogger MariaFaia disse...

Viva Mário Margaride,

Concordo contigo em absoluto.
É urgente a inversão de rumo e, para isso, todos devemos contribuir.
Obrigado pela tua visita.
Beijo
Maria Faia

1 de maio de 2007 às 22:42  
Blogger MariaFaia disse...

Olá A.S.

É precisamente por fazer a mesma análise que você fez, que decidi escrever sobre este tema.
Despertar consciências, inclusivé a nossa, parece-me deveras importante.
Obrigado pela sua visita e parabéns pela sensibilidade que apresenta no Poliedro.
Beijinhos
Maria Faia

1 de maio de 2007 às 22:45  
Blogger Freyja disse...

muchas gracias Maria Faia por tus saludos tan lindos en Freyja
tienes un lindo blog
los antonimos estan muy marcados en esta vida, las diferencias sociales en esta sociedad que vivimos no deberian ser tan grandes como son
lamentablemente el hombre mismo a creado estas diferencias y los que estan arriba se olvidan de los que realmente sufren
una lucha constante que el mas pobre necesita un espacio en la sociedad tan igual como todos
es bueno mostrar al mundo los antonimos y no olvidarlos
un feliz dia del trabajo y que estes muy bien
que la semana siga linda
besitos


besos y sueños

1 de maio de 2007 às 23:55  
Blogger MariaFaia disse...

Uma linda semana de trabalho para ti também FreYja.
Gostei muito do teu blog pela tua sensibilidade e sensualidade.
Lindo.
Voltarei.

Beijinhos para ti desde Alcobaça
Maria Faia

2 de maio de 2007 às 00:17  
Anonymous ediney disse...

quem inventou o civilização também inventou o pecado e o crime.

3 de maio de 2007 às 13:47  
Blogger MariaFaia disse...

Olá Ediney,
Eu diria antes que, em cada Homem mora a capacidade do bem e do mal...
Saudações portuguesas até ao Brasil
Maria Faia

3 de maio de 2007 às 21:25  
Blogger Freyja disse...

Querida Maria Faia
muchas gracias por tus bellos saludos en Freyja
Deseo que estes muy bien, que sea un lindo dia viernes
te dejo muchos cariños, besitos


besos y sueños

4 de maio de 2007 às 06:00  
Blogger MariaFaia disse...

Querida Amiga Freyja,

Muito obrigado por tuas palavras carinhosas.
Beijinhos portugueses pata ti.

4 de maio de 2007 às 10:52  
Anonymous A.Francisco disse...

Parabéns pelo tema escolhido, que é bastante actual e que merece a melhor atenção de todos .Algo é preciso fazer para melhorar.A minha amiga está a dar o exemplo, chamando os seus visitantes a reflectir sobre o tema, o que, diga-se,é já um excelente contributo.Continue.
A.Francisco

4 de maio de 2007 às 17:02  
Blogger MariaFaia disse...

Meu querido Amigo A. Francisco,

É muito pouco o que faço através deste blog. Talvez o facto de escrever sobre os temas que constituem uma preocupação de todos nós seja, também, uma forma de eu própria fazer a catarse da minha própria incapacidade para fazer mais e melhor.
Nesta matéria penso que todos nós fazemos muito pouco...embrenhados como andamos nos nossos afazeres pessoais e profissionais.
Fica-me a esperança de que, como eu, todos façamos essa catarse e, a partir daí, modifiquemos alguma coisa nas nossas vidas.
Um abraço Amigo
Maria Faia

4 de maio de 2007 às 22:25  
Anonymous Mara Carvalho disse...

Cara Amiga,
Mais uma escreve com as suas palvras sempre tão assertivas sobre outro dos temas que me toca profundamente.
Infelizmente vivemos num mundo em que a injustiça e a violência fazem parte do dia - a - dia de muitas pessoas, incluindo crianças e idosos, seres tão indefesos e desprotegidos.
Qualquer tipo de violência é, em meu entender, abominável e condenável.
A violência física é a arma dos cobardes e dos prepotentes que tentam, dessa forma, demonstrar superioridade relativamente a outros seres que consideram inferiores.
Quanto à violência verbal é tão condenável como a física e a ela recorrem outros tantos cobardes que não conseguem viver em paz consigo mesmos e que, ao agredirem os outros, camuflam a sua própria auto-estima que está, de certeza, a asfixiá-los aos poucos.
Digamos não a todo o tipo de violência porque a PAZ é o caminho a alcançar na estrada do Amor entre os Homens.

8 de maio de 2007 às 11:34  
Blogger MariaFaia disse...

Querida Amiga Mara,

Todas as formas de violência são execráveis...simplesmente.
Em meu entender, é dever cívico e ético de cada um de nós combater estas atrocidades, nem que seja somente pelo uso da palavra.

Beijinhos,

8 de maio de 2007 às 21:32  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial